Regressão de Memória

Hipnose

 

Jesus Cristo

perguntas e respostas

 

As Parábolas de Jesus Cristo,

para sua reflexão.

 

 

 

 

 

37) O Filho Pródigo

Lucas 15:11-32

 

11Ele disse ainda: "Um homem tinha dois filhos. 12O mais moço disse ao seu pai : ‘Pai, dá-me a parte de bens que me cabe’. E o pai fez para eles a partilha dos seus bens. 13Poucos dias depois, o filho mais moço, tendo juntado o dinheiro, partiu para uma região longínqua e aí dissipou os seus haveres numa vida desregrada. 14E quando acabou de gastar tudo, uma grande fome sobreveio naquela região, e ele começou a passar necessidades. 15Foi pôr-se a serviço de um dos cidadãos desse país, que o enviou para os seus campos a guardar porcos. 16Ele bem que gostaria de encher o ventre com as bolotas que os porcos comiam, mas ninguém lhas dava. 17Então, caindo em si, disse a si mesmo: ‘Quantos operários de meu pai têm pão de sobra, enquanto eu, aqui, morro de fome! 18Vou ter com o meu pai e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti. 19Já não mereço ser chamado teu filho. Trata-me como a um dos teus diaristas’. 20E foi ter com seu pai . Ainda estava longe, quando o pai o avistou e foi tomado de compaixão: correu, se lhe lançou ao pescoço e o cobriu de beijos. 21O filho lhe disse: ‘Pai, pequei contra o céu e contra ti. Já não mereço ser chamado teu filho …’ 22Mas o pai disse aos seus servos: ‘Depressa, trazei a mais bela roupa e vesti-o; ponde--lhe um anel no dedo e sandálias nos pés. 23Trazei o bezerro cevado, matai-o, comamos e festejemos, 24pois este meu filho estava morto e voltou à vida, estava perdido e foi reencontrado’.

"E eles se puseram a festejar. 25O filho mais velhor estava nos campos. Quando, ao voltar, se aproximou da casa, ouviu músicas e danças. 26Chamando um dos servos, perguntou-lhe o que era aquilo. 27Este lhe disse: ‘É teu irmão que chegou, e teu pai matou o bezerro gordo por tê-lo visto voltar bem de saúde’. 28Então ele se encheu de cólera e não quis entrar. O pai saiu para pedir-lhe que entrasse; 29mas ele replicou ao seu pai : ‘Já faz tan-tos anos que eu te sirvo sem ter jamais desobedecido às tuas ordens e, a mim, nunca deste um cabrito sequer para festejar com meus amigos. 30Mas quando chegou esse teu filho, que devorou teus bens com prostitutas, mataste o bezerro gordo para ele!’ 31Então o pai lhe disse: ‘Meu filho, tu estás sempre comigo e tudo o que é meu é teu. 32Mas era preciso festejar e alegrar-se porque este teu irmão tinha morrido, e está vivo; estava perdido, e foi reencontrado’."

 

Reflita e Mande-nos seu comentário

 

 

 

Índice perguntas

                                                pergunta trinta

 

ConsultasCaminho Nobre / Jesus Cristo / Psicologia Racional / Campanha

Hipnose / Análise dos Sonhos  / Terapia de Vidas Passadas

Terapia de Regressão / Blog Nascer Várias Vezes

 

 

 

 

Compartilhe |

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jornal Vida Natural
Receba gratuitamente no seu email